Imprimir

Greenpeace denuncia carregamento de madeira na Europa

. Acessos: 441

562
Serraria Rainbow Trading, que comercializa madeira ilegal (© Greenpeace/Otavio Almeida)

Ativistas alertam para a chegada de um carregamento de madeira na europa, vindo da empresa rainbow trading, receptadora de madeira ilegal. as autoridades competentes europeias devem apreender essa madeira suspeita de violar a legislação da UE

Um navio de carga com madeira da Amazônia foi surpreendido hoje por ativistas do Greenpeace quando se aproximava do Porto de Roterdã, na Holanda. A madeira a bordo foi exportada pela serraria Rainbow Trading – uma das serrarias denunciadas pela organização ambientalista por receber e comercializar madeira ilegal. Os ativistas estenderam uma faixa com a mensagem: "Chega de madeira ilegal". A carga, comprada pela comercializadora belga Leary Produtos Florestais, é destinada para as empresas Lemahieu e Omniplex, também da Bélgica.

O Greenpeace pede às autoridades europeias o cumprimento da EUTR (European Union Timber Regulation) – a legislação que proíbe a importação de madeira ilegal para o mercado europeu. De acordo com a EUTR, empresas da União Europeia estão proibidas de importar madeira ilegal e são obrigadas a adotar medidas adicionais para garantir a origem da mercadoria que estão comprando.

"Essa madeira deve ser apreendida antes que entre no mercado europeu sem ser investigada. As falhas no sistema brasileiro de controle da madeira têm permitido que a documentação oficial seja usada para 'esquentar' madeira ilegal e, por isso, os papéis utilizados não garantem sua legalidade", disse Marina Lacôrte, da campanha da Amazônia do Greenpeace. "Como nossa investigação mostrou, comprar madeira de empresas como a Rainbow Trading se tornou um negócio extremamente arriscado. Já passou da hora do mercado dar uma sinalização clara de que não compactuará com a destruição da floresta. Por sua vez, o governo brasileiro também precisa agir imediatamente para dar um basta no descontrole do setor madeireiro operando na Amazônia".

 

Fonte: Greenpeace Brasil.


ALERJ

DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd