Imprimir

Castração é um ato de amor

. Acessos: 1362

387

Crueldade é deixar que se reproduzam gerando filhotes indesejados e abandonados à própria sorte, sujeitos a maus tratos, fome, medo, frio

Texto e fotos Marcelo Pereira*
(O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)

Quem já perdeu um animal sabe o quanto é dolorido, tanto para seus donos quanto para os próprios animais, qu e acabam atropelados ou vão parar nas mãos de gente inescrupulosa qu e promove cruzamentos para vender filhotes, no caso de animais de raça mais valorizada, ou mesmo de pessoas boas, que vão cuidar bem do animal, mas que não sabem como devolver os animais por não terem identificação.

Castração é um ato de amor! Crueldade é deixar que se reproduzam gerando filhotes indesejados e abandonados à própria sorte, sujeitos a maus tratos, fome, medo, frio. E mais, a castração ajuda na prevenção de doenças como tumor de mama, piometra (infecção do útero), neoplasias em fêmeas; prostatite e hérnias perianais, em machos.

O ideal é que a cirurgia seja realizada antes dos 6 meses de idade, pois durante este período o animal ainda não iniciou seu ciclo reprodutivo.

A injeção de anticoncepcional (hormônio) em fêmeas não é adequada, pois pode prejudicar a saúde do animal, e até levar à uma morte sofrida e precoce. O único método de controle populacional indicado pela Organização Mundial da Saúde é a castração, tanto de fêmeas quanto de machos.

O ideal é que a cirurgia seja realizada antes dos 6 meses de idade, pois durante este período o animal ainda não iniciou seu ciclo reprodutivo.

A injeção de anticoncepcional (hormônio) em fêmeas não é adequada, pois pode prejudicar a saúde do animal, e até levar à uma morte sofrida e precoce. O único método de controle populacional indicado pela Organização Mundial da Saúde é a castração, tanto de fêmeas quanto de machos.

Muitas cidades no país disponibilizam o serviço de castração gratuito, pois é uma medida de saúde pública que evita zoonoses, doenças que podem ser transmitidas do animal para o homem e vice-versa, por exemplo, raiva, leptospirose, esporotricose, leishmaniose, toxoplasmose, criptococose.

Em Niterói/RJ, o serviço de castração é oferecido gratuitamente pela Prefeitura, em sua Unidade de Controle de População Animal, que funciona no prédio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), mas deve ser agendada com antecedência pelo telefone (21) 2625-8441. Os trabalhos contam com a parceria da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Na cidade do Rio de Janeiro, a Prefeitura oferece diversos mini-centros de castração gratuita da Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais – SEPDA. Para mais informações: (21) 2292-6516/2273-2816/2503 4654/2503 4577(www.rio.rj.gov.br/defesa_animais/prog_bicho_rio.html).

* Marcelo é diretor da secretaria de Meio Ambiente de Niterói

Para saber mais

  • http://www.ogritodobicho.com/ - um portal da Sociedade Educacional “Fala Bicho” - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 


Primeiros animais são castrados pelo “castra móvel”

387cEm Brasília, foi lançado o “Castra Móvel” que veio para complementar o sistema de atenção aos animais domésticos junto com o Hospital Veterinário do DF, já em construção. O objetivo da iniciativa é castrar 70% da população animal de cada região administrativa de cães e gatos com mais de 2 meses de idade, através de um procedimento simples e minimamente invasivo que só leva entre 5 e 10 minutos. A unidade ficará durante 1 semana em cada região administrativa e realizará atendimentos pré-agendados e gratuitos.

ALERJ

DMC Firewall is a Joomla Security extension!