Imprimir

Cada vez menos gêlo no ártico

. Acessos: 68

Cada vez menos gêlo no ártico

O inverno terminou no hemisfério norte e nunca antes na história recente formou-se tão pouco gelo na calota Ártica. Em geral, o máximo de gelo acontece no começo de março. Este ano o gelo cobriu 14 milhões de km2, a menor área já registrada. Historicamente, o gelo cobre quase 16 milhões de km2, 15% a mais do que neste mês. E, claro, a camada de gelo está cada vez mais fina. Este inverno viu três ondas de calor manterem as temperaturas no Ártico bem acima das médias históricas, chegando a ficar 10°C mais altas. No outro polo, o final do verão Antártico também bateu o recorde de menos gelo desde de que começaram as medições por satélite. Especula-se que o El Niño do ano passado tenha influenciado as correntes atmosféricas que, mais quentes, derreteram mais gelo do que o usual. A expectativa dos cientistas polares é o que vai acontecer, nas duas pontas, em 2017.

Fonte: Carbon Brief / The Guardian.

ALERJ

DMC Firewall is a Joomla Security extension!