Imprimir

Obstáculos para quem, ‘cara-pálida’?

. Acessos: 247

979

Por Vilmar Sidnei Demamam Berna*

Nem o meio ambiente pode ser obstáculo ao desenvolvimento, nem O CONTRÁRIO! Para isso é fundamental haver transparência sobre os projetos e planos de desenvolvimento, para que os limites possam ser conhecidos e medidas mitigatórias, reparadoras e compensatórias possam ser negociadas de maneira justa. Enquanto perdurar a lógica de só o “desenvolvimento” ter prioridade e razão, os povos tradicionais e os ambientalistas tem de radicalizar ao máximo, impedir ao máximo, judicializar toda tentativa de investimento que não respeite as pessoas ou o meio ambiente.

O lucro, a riqueza, o progresso não pode, não deve, estar acima dos direitos dos trabalhadores, dos povos tradicionais, da natureza, da qualidade de vida, por que aí deixa de ser progresso e vira ganância e retrocesso, promove a miséria, a exclusão social e deixa atrás de si uma terra arrasada. E é neste momento que os políticos com “P” maiúsculo fazem faltam, pois, em tese, deveriam estar cuidando do bem comum, em vez do bem dos que fi nanciam suas campanhas.

Veja a matéria das páginas 18 e 19, sobre uma empresa que, com o apoio do Governo, pretende implantar um empreendimento contra a vontade da população local: http://amazoniareal.com.br/wtorre-diz-que-reserva-taua-mir.../

A empresa fala em entrave, referindo-se à preservação ambiental e ao legítimo direitos dos povos tradicionais e comunidade locais às suas terras, enquanto em sua página na internet jura amor eterno ao meio ambiente: http://www.wtorre.com.br/socioambiental/.

Na verdade, o que se pode chamar de entrave é este tipo de iniciativa, que pretende desrespeitar o meio ambiente, os trabalhadores, as populações tradicionais -, e pior, por que fi nanciam as campanhas de políticos que aceitam esse dinheiro ‘sujo’ -, se acham no direito de exigir que esses políticos as defendam em seus interesses e contra o interesse público.

É este tipo de mentalidade e de fazer negócio que não pode ser mais tolerado numa sociedade que sonha em ser sustentável e moderna. O Brasil precisa acordar e expulsar de vez este tipo de maus empresários e de maus políticos para conseguir ser um país realmente desenvolvido!

* escritor e jornalista, fundou a rebia - rede brasileira de informação ambiental (rebia.org.br), e edita deste janeiro de 1996 a revista do meio ambiente (que substituiu o Jornal do meio ambiente), e o Portal do meio ambiente (portaldomeioambiente.org.br). em 1999, recebeu no Japão o Prêmio global 500 da onU para o meio ambiente e, em 2003, o Prêmio verde das américas

ALERJ

DMC Firewall is a Joomla Security extension!