Imprimir

Força bruta contra o aedes

. Acessos: 247

854

Brasil permite a entrada à força em propriedades para lutar contra o zika

O Governo do Brasil reforça sua luta contra o zika vírus. A medida mais recente autoriza as equipes de fumigação a entrar em edifícios e casas abandonados para eliminar focos do vírus. O decreto provisório, publicado na segunda-feira no Diário Oficial, afeta imóveis nos quais o proprietário não possa ser localizado durante dez dias, e nos quais o proprietário se negue a deixar a fumigação ser feita. A polícia pode colaborar com as equipes de saúde para que estas entrem nos domicílios.

As equipes de especialistas e militares já visitaram 11 milhões de imóveis no Brasil, 22% do previsto pelo Ministério da Saúde, e encontraram focos do mosquito em 355.000. Em mais de 45.700 moradias, os proprietários se negaram a receber a fumigação, de acordo com a Agência Brasil. O Governo também anunciou a mobilização de 220.000 militares para ajudar na fumigação e informar a população das medidas para combater a epidemia.

Segundo os especialistas, o zika vírus produz microcefalia, uma malformação fetal que desde outubro do ano passado pode ter afetado 3.448 bebês em todo o Brasil. O mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue, aproveita água parada, preferivelmente no interior das casas e na época de chuvas e calor (janeiro, fevereiro e março).

Fonte: El País Brasil.

ALERJ

DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd