Imprimir

Dez Dicas para os Amigos de São Gonçalo - Por Vilmar Berna

. Acessos: 516

658

“A educação deve ajudar o homem brasileiro a inserir-se criticamente no processo his tórico e a liber tar -se , pe la co nscie ntização, da síndrome do ter e da escravidão do consumismo .” - Paulo Freire

Por Vilmar Berna*, autor de Como Fazer Educação Ambiental

1 >> Amigos de São Gonçalo fazem a diferença pelo bem socioambiental

Estão constantemente revendo suas escolhas e atitudes em casa, no trabalho, na comunidade para mudar o que estiver provocando ou agravando a poluição ou degradação ambiental, e isso tudo, sem ter de esperar que alguém venha exigir isso deles. Agem por eles próprios, por consciência e vontade de viver num lugar melhor, mais bonito, menos poluído, pois a diferença que esperam dos outros começa primeiro neles próprios, por exemplo, usam o automóvel o menos possível, praticam a carona solidária, preferem usar a bicicleta, trem, barcas, metrô, ônibus, e até mesmo andar a pé, ou trabalhar na própria casa, reduzindo ao máximo os deslocamentos no trânsito. Evitam barulhos, como música alta.

2 >> Amigos de São Gonçalo não desperdiçam água nem energia!

A água não sai da parede, muito menos a energia nasce na tomada. Ela vem de rios e mananciais que estão sendo agredidos pela poluição e pelo desmatamento, o que torna a água potável cada vez menos disponível, e eleva seu custo de tratamento. A energia, para ser gerada, afoga rios e terras férteis, desloca populações, ou usa recursos não renováveis como petróleo e carvão ou criar riscos e lixo perigoso como o nuclear.

3 >> Amigos de São Gonçalo não desperdiçam recursos!

Escolhem consumir o necessário. Resistem ao modismo de trocar de carro, roupa, bens. Se recusam a gastar dinheiro desnecessariamente para desperdiçar recursos naturais, ou poluir o Planeta. Dizem não a produtos supérfluos ou feitos para durar pouco; ou que gastem muita energia ou água; ou que contaminem o meio ambiente; ou descartáveis cujas embalagens não retornam aos fabricantes. Escolhem usar sacolas de pano e caixas para suas compras. Evitam as sacolas plásticas. Escolhem alimentos e produtos naturais e evitam os industrializados.

4 >> Amigos de São Gonçalo cuidam dos animais e das plantas Agem de maneira responsável com os animais e as plantas

sob sua responsabilidade. Não deixam que sofram desnecessariamente, cuidam para que tenham água, alimento, conforto. Recusam se divertir em rodeios e circos que exibem animais, não frequentam zoológicos. Recusam produtos e alimentos que não respeitam a dor e o sofrimentos dos animais. Emprestam suas vozes às plantas e animais que sofrem por que eles não tem como se defender.

5 >> Amigos de São Gonçalo plantam e cuidam das árvores

Ajudam a defender as árvores e florestas existentes. Denunciam as agressões. Plantam novas árvores e cuidam delas com carinho e respeito. Recusam comprar madeiras e móveis de fabricantes que não comprovem a origem ecologicamente correta e legal. Utilizam os dois lados da folha de papel. Fazem coleta seletiva em sua casa e encaminham o papel para reciclagem.

6 >> Amigos de São Gonçalo separam os materiais recicláveis e só jogam o lixo no lugar certo!

O que se costuma chamar de lixo nada mais é que matéria prima e recursos naturais misturados e fora do lugar, então, os amigos do meio ambiente praticam a coleta seletiva em casa, no trabalho, etc. separando o que é material seco (papel, plástico, vidro, metais) do que é material úmido (restos de alimentos) e se preocupam em dar destinação adequada aos resíduos perigosos e que não tem reciclagem ou que requerem tratamento especial (pilhas, resíduos de saúde infectantes, papéis sujos, etc.). Os Amigos do Meio Ambiente nunca jogam lixo fora dos seus locais apropriados. Enquanto não acham a vasilha adequada, guardam no bolso. E são vigilantes para denunciarem sempre que constatam agressões ambientais, fotografando com seus celulares e enviando para os órgãos responsáveis pelo controle ambiental e para a imprensa.

658-2

7 >> Amigos de São Gonçalo não perdem o contato com a natureza

Procuram reservar um tempo para contemplar as belas paisagens, caminham descalço na areia da praia, fazem caminhadas na mata atlântica e em parques e reservas, tomar banho de rio, cachoeiras, lagoas, mar, etc. Sempre que podem, cultivam flores, horta, plantas, inclusive utilizando os materiais úmidos da reciclagem para fazer a compostagem para adubar suas plantas. Estudam e procuram se manter informados sobre a natureza, mesmo que não seja tarefa da escola. Quanto mais sabem, melhor podem ajudar a defender o meio ambiente.

8 >> Amigos de São Gonçalo só votam em que comprova

se importar com o meio ambiente, e mantém olho vivo no seu representante! Nas campanhas eleitorais, agem proativamente procurando saber e participar de reuniões onde seus candidatos tratam das questões ambientais. E, mesmo depois de eleitos, mantém olho vivo nas suas ações, nos projetos que aprovam e que votam, tendo sempre à mão e-mails e outros canais de comunicação que permita o contato com eles, para cobrar, reclamar, encaminhar denúncias e sugestões.

9 >> Amigos de São Gonçalo lutam por direitos constitucionais

Sabem que a cidade melhor, mais ecológica, justa, democrática que desejam, não começa nos outros, mas neles próprios, então, não ficam esperando que alguém venha convidar, fiscalizar,b oferecer direitos. Existem muitas organizações na cidade dedicadas à causa socioambiental que precisam da ajuda de voluntários, ou os amigos do meio ambiente podem se organizar e criar eles mesmos uma associação socioambiental no bairro, na escola, etc., e assim passar a atuar de forma organizada na reivindicação dos direitos da sociedade a viver num meio ambiente ecologicamente equilibrado, conforme assegura o artigo 225 da Constituição Federal do Brasil.

10 >> Bons exemplos valem mais que mil palavras

Os amigos do meio ambiente devem começar logo, e, para saber onde querem chegar e preciso saber onde estão: fazer um diagnóstico da realidade é o primeiro passo para identificar os aspectos e os impactos socioambientais que precisam ser enfrentados, identificando quem pode ajudar e quem não pode, onde estão os parceiros e aliados e os adversários, e como enfrentá-los; definir que ações deverão ser adotadas primeiro e quais deverão vir em seguida, passo a passo, sabendo que no início não é a velocidade que importa, mas o rumo certo da mudança, e que a mudança se dá na direção do mais simples par ao mais complexo; definir como serão avaliados os fracassos e os sucessos e em que reuniões ou de que forma os amigos do meio ambiente poderão se encontrar, refletir, definir estratégias.


* Vilmar Berna é ambientalista e começou sua militância e cidadania socioambiental em São Gonçalo, quando fundou a UNIVERDE, e foi o criador da estrutura que deu origem à atual Secretaria Municipal do Meio Ambiente, antes uma Diretoria de Meio Ambiente ligada à Secretaria de Planejamento.


ALERJ

DMC Firewall is a Joomla Security extension!